O Portal do Geólogo
24/05/2024 15:20:37

Mineração em países de risco: até onde vale a pena investir?



Publicado em: 25/03/2013 19:27:00

 Estão cada vez mais comuns os prejuízos causados aos mineradores por governos de países de risco.
Por país de risco entenda-se todo aquele país onde as regras estabelecidas em contratos ou leis não são totalmente respeitadas. Você conhece algum país que se enquadra nesta definição?
Com certeza a resposta será sim!
Hoje o governo da Mongólia suspendeu as licenças da Canadense SouthGobi Resources uma mineradora de carvão com jazimentos naquele país. Os lucros da SouthGobi caíram 98% e a mina permanece fechada. O Governo da Mongólia está também revogando as licenças do megaprojeto de cobre e ouro Oyu Tolgoi da Rio Tinto onde estavam previstos mais de seis bilhões de dólares de investimento.
Países de risco estão proliferando e destruindo enormes investimentos como os da Vale na Guiné. Ainda hoje a notícia que vem do país africano é que as licenças da Vale serão revogadas assim como as da Rio Tinto o foram. Com essa notícia vem um prejuízo de centenas de milhões de dólares já investidos por essas empresas no projeto Simandou.
Aqui na América do Sul acontecimentos similares estão se tornando comuns. Um grande número de mineradoras estrangeiras tiveram suas concessões cassadas e perderam seus investimentos na Venezuela. Na Bolívia entre outras até a Petrobras teve a sua refinaria invadida e tomada a força pelo Governo. Na Argentina, onde a Vale luta para sair do Rio Colorado sem ter suas concessões cassadas, nem uma grande empresa como a YPF foi poupada.
Nestes países parece que o respeito às leis e aos contratos cessa à medida que o retorno econômico é medido em bilhões. Será a maldição do terceiro mundismo? Ou isso é um caso de roubo institucionalizado?


Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

 
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!

  

 


editoriais mercados polemicos minex    767

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

  2013, um ano para ser esquecido 30/12

China planeja manter crescimento de 7,5% em 2014 26/12

Feliz Natal e um excelente 2014 23/12

Alibaba o jeito moderno de fazer negócios 20/12

Ouro: Riacho dos Machados recebe  autorização para operar 18/12

Portaria 519: DNPM aperta o cerco aos especuladores 17/12

Chineses banidos da Zâmbia 17/12

Carvão: redução na China. Minas australianas podem parar 16/12

 Brasil: pesquisar ou mudar? 13/12

Repensando a Geologia: Centro de Relacionamento Empresa-Universidade 12/12

Mineração no fundo oceânico e conservação ambiental podem coexistir? 11/12

Novas regras para Terras-Raras aprovadas pelo Senado, mas CNEN ainda tem o monopólio 10/12

O Brasil vai virar um grande garimpo? 10/12

Produção de cobre na África do Sul sobe 194% na comparação com 2012 10/12


O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003
As mais lidas
1 : Dele2maio2018 ...
2 : dele 4nov ...
3 : deletados abaixo100 28fev19 ...
4 : index ...
5 : MINEX ...
6 : Pesq-reconhecermeteorito ...
7 : aguahisteria ...
8 : deslizamentos ...
9 : aquecimento ou resfriamento ...
10 : halldafama ...
Raridade - Calcita Ótica âmbar
Raridade à venda: calcita ótica âmbar

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi