O Portal do Geólogo
23/4/2019 15:40:43

Programa de Geologia do Brasil: CPRM investiu em 10 anos US$105 milhões apenas uma fração do que as junior companies canadenses investiram no Brasil somente em 2012



Publicado em: 14/5/2014 15:56:00

O diretor presidente da CPRM, Manoel Barretto, na apresentação do balanço geral do Serviço Geológico do Brasil informou que a entidade investiu, desde 2004, o equivalente a 105 milhões de dólares no chamado PGB (Programa de Geologia do Brasil) cujo principal objetivo é a retomada do ciclo de geração de jazidas minerais.
  É louvável o esforço da CPRM em tentar fazer “a retomada do ciclo de geração de jazidas minerais”  com um investimento minimalista de US$104 milhões em dez anos. Mesmo assim, não nos parece digno do serviço Geológico do Brasil, um órgão que pleiteia ser o único gestor da pesquisa mineral no Brasil. Este investimento, em dez anos não resultou, pelo se saiba, na descoberta de nenhum jazimento mineral importante.
Na realidade este valor é insignificante quando comparado aos investimentos feitos pelas junior companies no Brasil: as empresas que o governo pretende erradicar com um código mineral xenófobo.

Para ilustrar, vejamos o exemplo das junior companies canadenses que, somente em 2012, investiram mais de 416 milhões de dólares no nosso país

junior no Brasil


Um Serviço Geológico da sexta maior economia do mundo, que tinha neste mesmo ano de 2012 um efetivo de 1.544 profissionais, sendo que destes, 779 eram de nível superior,  não pode se regozijar de investir meros US$105 milhões em um Programa de Geologia do Brasil em uma década.
Este número é uma verdadeira afronta à Geologia do Brasil e demonstra, claramente, o quanto o Governo Brasileiro acredita no setor e na geologia.
Com essa clara estratégia governamental corremos o risco de ver a fuga dos investimentos no setor e um apagão total na pesquisa mineral do Brasil.

( veja mais )


Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

 
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!

  

 


geologia minex descobertas vocesabia    1708

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

Brazil Resources consegue US$2.5 milhões através de private placement 15/12

Diamantes: Brazil Mineral consegue linha de crédito para Projeto Duas Barras 15/12

Mineração: por que devemos investir no diamante do Brasil? 12/12

O renascimento da exploração mineral para depósitos de níquel na Austrália 4/12

Carpathian em desintegração: uma queda de 96% em dois anos 1/12

Repensando a Geologia: Centro de Relacionamento Empresa-Universidade 29/11

Friedland recebe aprovação para a construção da maior mina de platina do mundo 6/11

Venturex: mais uma baixa na exploração mineral brasileira 3/11

Lobão sai na primeira semana de novembro 31/10

Askaf, mais um projeto de minério de ferro paralisado 29/10

Askaf, mais um projeto de minério de ferro paralisado 28/10

Onde estão as megadescobertas da pesquisa mineral? 23/10

Brazil Resources: dificuldade em lavrar gera queda das ações 22/10

Guerra do minério de ferro: navios Valemax são finalmente aceitos na China 10/10


O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003
As mais lidas
1 : Dele2maio2018 ...
2 : dele 4nov ...
3 : index ...
4 : aguahisteria ...
5 : deslizamentos ...
6 : dele-23maio17 ...
7 : dele abaixo de 200 24DEZ15 ...
8 : novoboomdaexploracao ...
9 : Santa Maria ...
10 : encontreiverbetes ...
Raridade - Calcita Ótica âmbar
Raridade à venda: calcita ótica âmbar

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi