O Portal do Geólogo
14/8/2022 00:02:26

Você sabia que em breve o carvão irá substituir o petróleo como principal fonte de energia?



Publicado em: 18/11/2013 14:38:00



Por Pedro Jacobi  
 

 

Apesar dos esforços de muitos países na obtenção de uma energia mais limpa e  verde, a verdade que prevalece é: o carvão será, por muitas décadas, a maior  fonte de energia do mundo suplantando, inclusive, o petróleo.
Segundo William Durbin, o presidente da WoodMac no Congresso Mundial de Energia,  esse desequilíbrio virá da China, a maior consumidora de carvão do planeta. O  consumo de carvão chinês está crescendo tanto que irá tornar o carvão a maior  fonte de energia do mundo.
O incrível é que a China está fechando minas pequenas e obsoletas, com produção  inferior a 900.000t/ano que não se enquadram nos padrões ambientais e de  segurança modernos. Minas de baixa qualidade mataram, somente em 2012, 1.384  pessoas. O plano do Governo Chinês é de fechar um mínimo de 2.000 minas de  carvão nos próximos dois anos.
Mesmo assim o consumo irá aumentar exponencialmente.
O que fará a diferença são  os investimentos maciços a serem feitos nas enormes reservas de carvão chinês  que estão entre as maiores do mundo. Calcula-se que dois terços do crescimento  mundial do consumo de carvão serão derivados da demanda chinesa, onde mais de  50% de todas as plantas a serem construídas terão o carvão como fonte  energética.
Essas plantas já terão o processo CCS (carbono capture and storage) uma  nova tecnologia que evita a emissão de gases pelas termoelétricas movidas a  carvão ou gás natural e que será, no futuro, um padrão mundial tornando o carvão  em uma fonte de energia limpa.
A uso do carvão para a geração de eletricidade, a nível mundial, já atingia 41%  em 2012. A tabela abaixo mostra que países como a China, Polônia, África do Sul  e Mongólia são totalmente dependentes do carvão na geração de eletricidade.

Mongólia

98%

Austrália

69%

USA

43%

South Africa

94%

Índia

68%

Alemanha

43%

Polônia

86%

Israel

59%

UK

29%

PR China

81%

Indonésia

44%

Japão

27%

Eletricidade produzida a partir do carvão

O carvão ainda é a melhor solução para fornecer eletricidade para 3,6 bilhões de pessoas no  mundo. Na China foi graças à energia produzida pelo carvão, que 650 milhões de  chineses conseguiram sair da miséria e da pobreza.

Aqui, no Brasil, as coisas são diferentes.
Poucos países tem a enorme capacidade de geração de energia que o Brasil tem.  Nós temos hidrelétricas, termoelétricas a carvão e urânio, petróleo, gás e os  combustíveis derivados da agricultura como o etanol e o biodiesel. Tudo isso sem  contar com o gás e o óleo do xisto que ainda não estamos produzindo.

camada Candiota
Camadas principais de  carvão na Mina de Candiota/RS

No Brasil as principais jazidas de carvão estão localizadas no Rio Grande do Sul  e em Santa Catarina. A maior jazida brasileira é a de Candiota operada pela CRM,  situada próximo a Bagé no Rio Grande do Sul. Em Candiota, graças a geologia  favorável a lavra é feita a céu aberto (foto). Os recursos de Candiota estão em  torno de 1 bilhão de toneladas e a produção anual em torno de 2.900.000  toneladas por ano. Todo o carvão de Candiota é utilizado na geração de  eletricidade em uma planta que será expandida para 446MW necessitando de uma  produção de carvão de 3.300.000t/ano o que é mil vezes menor do que a produção  de carvão atual da China que é 3,5 bilhões de toneladas ano...
Ou seja, apesar de termos grandes reservas, o Brasil não é um player quando o  assunto é carvão.

Somos uma potência energética de classe mundial, mas em termos de produção de  energia ainda estamos longe das grandes potências. Infelizmente ainda somos  importadores de petróleo apesar das novas descobertas no Pré-Sal, o que cria um  déficit gigantesco na balança comercial brasileira. A medida que o país cresce  maior será a sua necessidade energética.  O carvão do Sul, pelo seu baixo  custo e pelas novas tecnologias deverá ter uma participação cada vez maior nesta  equação.

Parece que tudo o que se falou sobre o futuro energético mundial está sendo  contestado e que em breve, o carvão passará de grande vilão para um verdadeiro  mocinho energético.

Mesmo exorcizado por todos o carvão se mostra resistente. Com as novas  tecnologias, como o CCS, que irão retirar o estigma de poluidor e de uma das  principais fontes de gases de efeito estufa, continuará sendo um dos mais  importantes combustíveis do mundo.

Não se iluda, a sobrevida do carvão será longa gerando gás, eletricidade,  gasolina, diesel e outros sub-produtos, que trarão a modernidade aos lares de  bilhões.


Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

 
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!

  

 


editoriais energia polemicos geologia    2141

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

As minas que você não vai querer trabalhar 23/12

BP entrando no gás dos folhelhos da China 21/12

Australianos acreditam na China e ampliam exportações de minério de ferro para 2014 18/12

Carvão: redução na China. Minas australianas podem parar 16/12

 Carvão e China. Uma convivência possível? 7/12

Vale vende participações de Moatize 6/12

Descoberto o maior depósito de terras raras do mundo 6/12

Carvão: poluição do ar em Shanghai é recorde histórico 2/12

Leilão de energia não será viável para termelétricas movidas a carvão 19/11

Gás do carvão salvará vidas em Beijing 11/11

Depois da bolsa de minério de ferro a China inicia a de carvão 1/11

Rio Tinto evacua expatriados de Mocambique 1/11

Eike vende ativos Colombianos em busca de caixa 30/10

Afinal quem está desacelerando? 21/10


O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003
As mais lidas
1 : Dele2maio2018 ...
2 : dele 4nov ...
3 : deletados abaixo100 28fev19 ...
4 : index ...
5 : MINEX ...
6 : Pesq-reconhecermeteorito ...
7 : aguahisteria ...
8 : deslizamentos ...
9 : aquecimento ou resfriamento ...
10 : halldafama ...
Raridade - Calcita Ótica âmbar
Raridade à venda: calcita ótica âmbar

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi