O Portal do Geólogo
13/8/2020 22:59:59

Pausa no aquecimento global: faltam parâmetros na equação



Publicado em: 24/9/2013 12:38:00

Pedro Jacobi
 
 

 

 

 

Nos  últimos 10 anos a temperatura do Pacífico tem se mantido baixa, como se o  fenômeno chamado de El Niña estivesse se mantido constante. Não houve o  aquecimento caracterizado pelo El Niño neste período e isso está atraindo a  atenção dos cientistas pois houve uma forte e perceptível “pausa” no processo de  aquecimento global.l.  Desde 1998 as  altas temperaturas registradas anteriormente não estão ultrapassando um platô  apesar do acréscimo dos gases de efeito estufa na atmosfera. Ou seja a  correlação entre a concentração dos gases na atmosfera com o aumento da  temperatura ou global warming, não é direta como se pensava. Existem outros  fenômenos que estão afetando a temperatura da Terra que são mais fortes do que a  emissão dos gases de efeito estufa.

Segundo os cientistas  climáticos Shang-Ping Xie and Yu Kosaka da  Universidade da California um dos fatores negligenciados são as  temperaturas do mar. Quando essas temperaturas, mais estáveis do Pacífico nesta  década, são consideradas nos modelos matemáticos que estão rodando nos  supercomputadores percebe-se uma correlação com a pausa do aquecimento global. 

Em suma, a temperatura  do oceano Pacífico tem uma enorme influência na temperatura global da Terra e no  clima.

O que não se sabe ainda  é a causa das mudanças da temperatura do oceano. Acredita-se que o principal  fator possa ser geológico.

Essas “falhas” nos  modelos usados pelos cientistas do clima mostra, claramente, o empirismo de suas  equações que se baseiam quase que exclusivamente nas temperaturas da atmosfera.  Existem mais de 30.000 estações climáticas. Deste conjunto  11.000 estações medem principalmente as  temperaturas da atmosfera e, algumas medem também as da terra e do mar. De todas  as estações climáticas apenas 1040 fornecem dados de alta qualidade usados no  monitoramento do clima que irão detectar as mudanças globais.  Um ponto interessante,  o número de estações está sendo reduzido significativamente. Foram  retiradas da equação, pela NOAA, muitas estações de alta altitude, alta latitude  e de zonas rurais em vários locais do mundo.

Parâmetros  importantíssimos como os listados abaixo  praticamente não são considerados nas equações o que ocasiona as “surpresas”  como este hiato no aquecimento global que vem se prolongando por mais de 15 anos

Faltam medidas e  monitoramento sistemático de:

·         Temperatura da  superfície dos oceanos

·         Temperatura dos  oceanos em diversas profundidades

·         Variações nas  temperaturas das correntes submarinas

·         Grandes  correntes marinhas que trazem água mais fria de profundidades maiores aflorando  em certas épocas em regiões específicas

·         Temperaturas da  superfície do solo não são consideradas em detrimento das temperaturas da  atmosfera

·         Temperaturas da  Terra em maiores profundidades

·         Variações  ocasionais da temperatura terrestre em zonas vulcânicas com o aparecimento ou  desaparecimento de vulcões.

·          Variações ocasionais da temperatura  terrestre em áreas de grandes terremotos com enorme liberação de energia que com  certeza afeta a temperatura regional

·         Variações da  temperatura terrestre em profundidades maiores na crosta

·         Variações da  temperatura nas proximidades de hot spots

·         Influência das  plumas mantélicas na temperatura da crosta terrestre.

·         Influência do  degelo nas temperaturas dos oceanos. Grandes áreas dos oceanos devem resfriar  quando o gelo, sólido, se transforma em água a zero graus, mais densa.

A Terra é um planeta de  12.742km de diâmetro envolto por uma fina e tênue camada de gases chamada  atmosfera. Esta camada tem uma massa quase desprezível se comparada à massa do  planeta. Nela  ¾ dos gases estão nos  primeiros 11km. Tentar prever as variações de temperatura ao longo do tempo, em  um modelo que considera principalmente as temperaturas da atmosfera na  superfície terrestre sem incluir na equação as mudanças geológicas que afetam a  gigantesca massa do planeta e os pontos acima listados vai ocasionar erros como  o que estamos vendo.


Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

 
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!

  

 


GEOAMBIENTE agua polemicos geologia    745

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

 O que o fracking pode fazer pelo Brasil? 29/11

Sequestro de carbono: a salvação pode estar nos basaltos 27/11

Bons prenúncios: FTSE 100 perto de recorde histórico 22/11

Turmalina Paraíba, uma das gemas mais caras do mundo, pode estar se transferindo para a África 21/11

O Pleistoceno 12/11

O aquecimento global parou? 3/11

Leilão de Libra: grandes petroleiras fogem do Pré-sal para investir nos folhelhos norte-americanos enquanto temos uma das maiores reservas inexploradas do mundo... 25/10

Nova idade do gelo? Cobertura de gelo no Ártico aumenta 60% em apenas 1 ano!! 19/9

A contribuição da mineração no cotidiano de nossas vidas  19/8

Produção industrial chinesa cresce: petróleo em alta 11/8

Maioria das siderúrgicas chinesas preveem lucros no primeiro semestre 23/7

Estados unidos exportarão gás natural ao invés de carvão 13/5

Minério de ferro: preços podem estabilizar graças á produção de aço chinesa 9/4

Aquecimento ou resfriamento? 3/3


O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003
As mais lidas
1 : Dele2maio2018 ...
2 : dele 4nov ...
3 : deletados abaixo100 28fev19 ...
4 : index ...
5 : aguahisteria ...
6 : deslizamentos ...
7 : MINEX ...
8 : halldafama ...
9 : aquecimento ou resfriamento ...
10 : Pesq-reconhecermeteorito ...
Raridade - Calcita Ótica âmbar
Raridade à venda: calcita ótica âmbar

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi