O Portal do Geólogo
30/4/2017 19:33:29

Ouro. Qual o melhor método de lixiviação: tiosulfato ou cianetação?



Publicado em: 2/7/2015 16:55:00

A lixiviação de ouro com o uso do cianeto de sódio (NaCN) diluído em água, até hoje, é o método favorito da grande maioria das mineradoras do mundo.

O cianeto tem a capacidade de oxidar e dissolver o ouro produzindo um sal solúvel a base de ouro, sódio e cianeto. O ouro é, posteriormente adsorvido em filtros de carvão ativado, extraído, purificado e fundido.

O uso da cianetação nas minas é extensivo e a produção mundial de cianeto de sódio supera as 500.000 toneladas ao ano.

Infelizmente o cianeto de sódio é um composto altamente tóxico e pode ser letal ao homem e ao meio ambiente.

O cianeto é facilmente oxidável quando exposto ao meio ambiente e a certos minerais e compostos químicos, chamados, apropriadamente de cianicidas. É por isso que na cianetação a mistura tem que ser constantemente regenerada, recebendo adição de cianeto e cal para não perder o efeito. Este processo de regeneração é o principal custo da maioria das minas, custo esse que aumenta na presença do ar, do cobre e de materiais carbonosos.

O cianeto, quando jogado no meio ambiente tende a se oxidar em alguns dias, formando o cianato um produto menos tóxico que reage com carbonatos e é posteriormente neutralizado.

Apesar do cianeto ser degradado à luz do sol em poucas horas o mesmo não ocorre com os cianatos e tiocianatos que podem permanecer por anos poluindo, em menor extensão, o meio ambiente liberando continuamente metais tóxicos às águas subterrâneas.

Por causa de sua toxidade e potencial efeito devastador o uso do cianeto é altamente debatido e possíveis substitutos estão sendo mais e mais analisados.

É o caso do uso de compostos como o tiossulfato (S2O32-), a tiuréia (SC(NH2)2) e outros produtos a base de iodo e bromo.

A lixiviação de ouro com o uso do tiossulfato já é conhecida há décadas e, finalmente, está sendo utilizada em grande escala por um grande minerador de ouro.

A principal vantagen do tiossulfato é a sua baixa toxidade e grande eficiência no uso em minérios ricos em carbono e em elementos cianicidas. Estes deletérios costumam “roubar” o cianeto aumentando o custo operacional ou inviabilizando totalmente o uso da cianetação.

É quando o tiossulfato passa a ser uma solução economicamente viável.

Um método de lixiviação a base de tiossulfato com extração de ouro por resina em polpa foi desenvolvido pelo SGS. Este novo método coloca o tiossulfato como uma alternativa econômica ao cianeto em muitos jazimentos.

O método tem recuperações elevadas como a cianetação e não é afetado pelos materiais carbonosos e outros cianicidas. Nestes casos a recuperação de ouro é muito superior aos métodos tradicionais de cianetação.

Um dos fatores positivos do uso de tiossulfato é o de reduzir significativamente o impacto ambiental quando comparado com a cianetação. Na realidade os principais componentes do método são o tiossulfato de amônia ou cálcio e o sulfato de amônia: também usados como fertilizantes.

Isso significa que os rejeitos das minas podem ser utilizados como fertilizantes na agricultura. Uma verdadeira revolução no conceito de processo.

Infelizmente nem tudo é tão simples no método do tiossulfato.

O processo é mais complexo e difícil de operar e a manutenção da concentração da solução requer grandes cuidados e precisão. O método não é econômico em todos os tipos de minério e deve ser usado em minérios de alto teor, refratários onde o uso do cianeto é antieconômico.

Em 2013 a Barrick começou a estudar o processo e em 2014 usou-o em larga escala na sua mina Goldstrike.

Goldstrike (foto abaixo) é uma das muitas minas de ouro tipo Carlin, em Nevada, que tem o chamado minério refratário onde os métodos convencionais não são eficientes.

Planta de tiosulfato - Goldstrike

Em novembro de 2014 a Barrick foi a primeira grande mineradora a produzir o primeiro lingote de ouro recuperado pelo método da lixiviação por tiossulfato.

O processo substitui o circuito de cianetação tipo CIL por um que usa o tiossulfato de cálcio, um fertilizante e resina que atrai o complexo de ouro e tiossulfato formado na lixiviação.

Posteriormente a resina é regenerada quimicamente e o tiossulfato regenerado termicamente.

A mina Goldstrike no Carlin Trend é, então, o primeiro projeto bem sucedido de lixiviação a tiossulfato. Somente nela a Barrick irá extrair 2,25 milhões de onças de ouro, o equivalente a US$2,6 bilhões, com o novo método.

A partir de agora a lavra de minérios refratários ricos em carbono passa a ser economicamente viável e, em breve, outras minas de ouro do Carlin Trend e no resto do mundo também usarão o método da Barrick.

O uso de tiossulfato vai, também, reduzir os inúmeros desastres ambientais causados pelo despejo de soluções ricas em cianeto na natureza.




Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

  

 


geologia minex descobertas preciosos    8513

Calcita ótica puríssima
Calcita Ótica - Espato de Islândia totalmente transparente, puríssima garantida pelo Portal do Geólogo

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

Mineração: as melhores apostas de 2016 20/1

Exploração mineral: por que investir em zinco? 17/1

Brazil Resources supera 480% no ano: analistas apostam em 1.900% ainda em 2016 18/7

Como a Barrick saiu do buraco e triplicou o seu valor de mercado 15/7

Brazil Resources: como comprar muito com tão pouco 15/6

Cientistas descobrem que adaga de Tutankamon é feita de meteorito 6/2

Ouro: fim de ciclo ou ainda tem mais? 17/5

A jazida de ouro de Posse recebe a Licença Preliminar 5/9

Hackers invadem computadores de grande mineradora de ouro e prometem liberar e-mails racistas e sexistas... 28/4

Commodities em alta conspiram a favor da mineração 20/4

Por que os investidores das grandes mineradoras estão sorrindo? 30/3

Samarco: quatro meses sem ela 15/3

Ouro em alta constante em 2016 leva analista a acreditar em recordes inimagináveis. Será a virada que todos esperam? 13/3

O efeito Lula faz bolsa subir 3/4


O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003
As mais lidas
1 : o início de uma mini era glacial ...
2 : Samarco desastre ou uma oportunidade econômica ...
3 : aguahisteria ...
4 : O que esperar do futuro próximo ...
5 : Geologia Salarios ...
6 : O ouro de Pontes e Lacerda ...
7 : SetorMineral1 ...
8 : deslizamentos ...
9 : mineroduto ...
10 : A ameaça da Vale faz tremer australianos ...
Calcita Extra Âmbar
Raridade à venda: calcita ótica âmbar
Calcita Ótica Puríssima
Espato de Islândia transparente, puríssimo

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi