O Portal do Geólogo
26/4/2019 08:42:38

Temores contaminam bolsas mundiais. Ações das mineradoras despencam



Publicado em: 24/8/2015 14:46:00

O mundo acordou assustado com as notícias vindas da China.

As bolsas asiáticas despencaram com o medo da desaceleração mais rápida do que o esperado da economia da segunda maior economia mundial: a China.

A bolsa de Xangai caiu 8,5% detonando um processo de pânico que atingiu a todas as bolsas mundiais.

É a pior queda diária desde 2007.

O desastre reflete a rápida queda dos mercados financeiros, a falta de liquidez no sistema bancário chinês, a depreciação do Yuan e a desaceleração da economia chinesa.

O mundo começa a desacreditar que o país conseguirá crescer 7% conforme estimado.

Novas desvalorizações do Yuan são esperadas. A cada desvalorização da moeda chinesa os produtos de exportação chineses ficam mais baratos e os importados mais caros.

Os mercados reagiram e as commodities automaticamente caíram. O minério de ferro despencou 5,03% para US$53,28/t.

O barril de petróleo, cotado abaixo de US$40, tira o sono dos membros da OPEP, reduzindo drasticamente a riqueza dos árabes, mas baixando os custos dos países importadores.

É o pior preço desde 2009.

Com esse preço a maioria dos poços de petróleo do pré-sal passam a ser inviáveis se considerados os all-in sustaining costs (AISC).

A Petrobras balança, mas sobreviverá graças às importações de petróleo e ao não atrelamento dos preços de combustíveis do Brasil aos do mercado internacional.

Bom para a Petrobras, ruim para o povo e para as ameaçadas indústrias nacionais que não verão uma redução nos preços dos combustíveis.

Do outro lado do espectro as mineradoras veem um futuro incerto com os preços das commodities em baixa.

É o caos para aqueles países que sobrevivem da exportação para a China como o Brasil, e Austrália.

As ações da Vale caem 4%, Fortescue 14,6%, BHP 4,85% e Rio Tinto despenca quase 7% .

No meio deste cenário de fim do mundo as ações das mineradoras de ouro sobem impulsionadas pela subida do ouro acima de US$1.170/onça. A maior alta é a da AngloGold Ashanti que ultrapassa 6,4%.




Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

  

 


editoriais energia ferrosos mercados    2437
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!


Jacobi Consultoria
Minerador, quer negociar a sua área, ganhar dinheiro com a mineração, atrair sócios estrangeiros ou pesquisar os minérios em sua área? Por que esperar mais?

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

Mineração: as melhores apostas de 2016 20/1

S11D, o sonho da Vale, entra em produção 18/1

A ameaça de Pasadena: a vez e a hora de Dilma Roussef 20/11

Efeito Trump: Minério de ferro em alta recorde 11/10

Mineração: adicionar valor ou morrer tentando... 3/9

Conselhos ao geólogo recém-formado 8/9

Brazil Resources supera 480% no ano: analistas apostam em 1.900% ainda em 2016 18/7

Como a Barrick saiu do buraco e triplicou o seu valor de mercado 15/7

Mineração: em quem apostar as fichas? 22/6

O dilema da Vale 20/6

Em busca da grafita 20/6

Brazil Resources: como comprar muito com tão pouco 15/6

Mineração: como destruir 32% de todo o CAPEX investido 6/8

Por que a Vale ainda é uma boa aposta, mesmo com uma dívida de 116 bilhões de reais? 6/7

O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi