O Portal do Geólogo
26/3/2019 22:03:51

Mineração: as melhores apostas de 2016



Publicado em: 20/1/2017 17:20:00

Quem apostou, em 2016, na mineração sabe que o ano foi difícil.

Os preços das commodities caíram, em média 25%. Os ratings das grandes empresas desabaram assim como o valor de mercado da maioria.

Era para ser um “annus “horribilis”, mas para algumas mineradoras 2016 foi um ano surpreendente.

As mineradoras de ouro, , como predito pelo Portal do Geólogo pouco sofreram em 2016, afinal o ouro subiu 26% no ano, irrigando os cofres de muitas delas com novos dólares.

Foi o caso da sul-africana Harmony Gold que somente em 2016 subiu extraordinários 380%.

A Harmony já é uma das dez maiores mineradoras de ouro do mundo.

Do outro lado do espectro a Golden Star, uma junior da mineração com um valor de mercado de $375 milhões, subiu 466% nestas últimas 52 semanas. Um desempenho alimentado por um All-in sustaining costs (AISC) de $1.185 e pelas produções de suas maiores minas, Wassa e Prestea na África.

Retornos extraordinários acima de 200% em 2016 ocorreram com as canadenses Iamgold e B2Gold e Brazil Resources.

Até a gigante Barrick Gold, com um valor de mercado de US$25 bilhões e uma megaprodução de ouro, que supera 5 milhões de onças, teve um retorno de 195% no ano de 2016.

Nada mal para quem investiu no “vil” metal no período.

(como a Barrick reverteu)



Mas 2016 foi bom, também, para as verdadeiras gigantes como a Vale, Glencore, Rio e BHP.

A Vale, que um dia já foi a segunda maior mineradora do planeta, hoje foi ultrapassada até pela Glencore. Mas, mesmo assim a nossa mineradora conseguiu recuperar, um pouco do seu orgulho e valor de mercado. Este voltou a subir em 2016, atingindo US$51,2 bilhões.

Infelizmente esse market cap é quase a metade do valor da Rio Tinto (US$95,3 Bilhões) e menos da metade do valor atual da BHP (US$106,2 bilhões), a maior mineradora do mundo.

Apesar do distanciamento das suas grandes concorrentes, a Vale teve um desempenho incrível em 2016, com suas ações subindo mais de 320%.
Já o mesmo não aconteceu com a Rio Tinto, que teve um desempenho bom, mas não extraordinário, subindo 116%, algo similar ao que ocorreu com a BHP (148%). Já a Glencore, com um valor de mercado de US$56,5 bilhões, foi outra megamineradora com uma performance excelente em 2016.

Ela subiu 293% no ano.

Em suma o ano de 2016, mesmo começando “mal das pernas” acabou sendo, simplesmente excelente, para a indústria da mineração, em especial para as commodities metálicas que, em média, deram retornos acima de 200% para os investidores...

Quem apostou lucrou!

Já aqui no Brasil, sufocados pelas crises e pela corrupção nós perdemos mais essa oportunidade e vimos a fuga dos investidores e o fechamento dos projetos.


Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

  

 


editoriais geologia minex mercados    29154
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!


Calcita ótica puríssima
Calcita Ótica - Espato de Islândia totalmente transparente, puríssima garantida pelo Portal do Geólogo

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

Mineração: as melhores apostas de 2016 20/1

S11D, o sonho da Vale, entra em produção 18/1

Brasil: a volta dos investimentos 17/1

Bons ventos na mineração: o minério de ferro explode em 2017 16/1

A ameaça de Pasadena: a vez e a hora de Dilma Roussef 20/11

Trump pode ser o catalizador de um novo boom na mineração 10/11

Efeito Trump: Minério de ferro em alta recorde 11/10

Mineração & Brasil: o país do futuro? 29/9

Mineração: adicionar valor ou morrer tentando... 3/9

Conselhos ao geólogo recém-formado 8/9

Filipinas em guerra pelo meio ambiente 1/8

Mineração: quem vai tapar os buracos amanhã? 22/7

Brazil Resources supera 480% no ano: analistas apostam em 1.900% ainda em 2016 18/7

Mini Era Glacial? O que esperar do futuro próximo 7/1

O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003
As mais lidas
1 : Dele2maio2018 ...
2 : dele 4nov ...
3 : index ...
4 : aguahisteria ...
5 : deslizamentos ...
6 : dele-23maio17 ...
7 : dele abaixo de 200 24DEZ15 ...
8 : novoboomdaexploracao ...
9 : Santa Maria ...
10 : encontreiverbetes ...

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi