O Portal do Geólogo
23/7/2019 04:19:56

Afinal, a queda do preço do petróleo é boa ou ruim?



Publicado em: 14/1/2015 17:28:00

Algum tempo atrás, com o petróleo batendo recordes, acima dos US$100/barril, o mundo vociferava e as empresas, de quase todos os setores, acusavam o óleo de ser responsável pelos seus custos elevados.

O petróleo era o grande vilão do momento. Aí chegaram os americanos e viraram a mesa batendo recordes de extração do gás e do óleo contidos no xisto.

Eles foram tão bem sucedidos que revolucionaram a própria economia, a maior do mundo e começaram a exportar descaradamente, sem se preocupar com os Árabes, Russos, Venezuelanos e outros grandes produtores de hidrocarbonetos.

O pessoal da OPEC, que queria manter a sua cota intacta neste mercado multibilionário, simplesmente acelerou a produção causando um desequilíbrio que fez o preço do petróleo despencar. Iniciaram uma guerra particular contra aqueles produtores não alinhados.

O preço do barril de petróleo, consequentemente, derreteu...

Agora, que era a hora de soltar foguetes, pois o grande vilão da economia, o petróleo, está 50% mais barato, o mundo todo ainda não sabe se aplaude ou se chora.

Por incrível que pareça, para muitos, o petróleo ainda é o grande vilão do momento.

Quando os analistas preveem um barril a US$35 o mercado se alvoroça e o medo do fim do mundo é semeado entre a população que, como povo que é, reage e se assusta.

Não era para bater palmas?

Afinal a gasolina e todos os combustíveis terão preços mais baixos, reduzindo o custo do transporte, dos alimentos, dos bens e das pessoas. O preço de milhões de produtos irá cair, dando uma generosa folga nas economias dos países, empresas e das pessoas. Essas economias terão um novo impulso que, com certeza, irá reverter em crescimento e distribuição de riquezas.

Ou será que não?

Se nós fôssemos um país unidimensional e pobre como a Venezuela que tem o petróleo como o seu principal produto de exportação deveríamos estar preocupadíssimos., mas somos o Brasil. Um gigante adormecido, o país do futuro, que não deve se preocupar com essas coisas banais como o preço do petróleo. Certo?

Errado!

Quando o assunto é petróleo nós estamos na contramão. Quando o preço cai lá fora, aqui dentro ele sobe. Quando o pessoal de outros países celebra mais uma queda nós aqui dentro nada sentimos, pois os nossos preços dos combustíveis não estão atrelados ao mercado internacional e sim à política do Governo. Ao invés de sentirmos um frete mais baixo e preços em queda o que vemos é o contrário. Os preços sobem e a inflação ameaça chegar a 7%.

É como se fôssemos um outro planeta.

Em algumas semanas a gasolina vai subir novamente. Nesta ocasião iremos ouvir mais uma explicação absurda que tentará encobrir a incompetência gerencial e a corrupção endêmica que colocou a Petrobras de joelhos e no vermelho. O povo terá que sofrer para pagar o furo da Petrobras. É assim que as coisas funcionam no planeta Brasil.

Aliás, a Petrobras, com esses preços baixos já devia começar a fechar as torneiras de muitos poços de custo operacional elevado, paralisando a pesquisa e a exploração em campos antieconômicos como a maioria do pré-sal.

A estatal tem uma oportunidade de fazer caixa com a queda do petróleo. Será que ela consegue?

Ela pode simplesmente usar o dinheiro que seria aplicado na produção e exploração de campos hoje antieconômicos para comprar petróleo mais barato que lhe daria grandes lucros ao ser vendido aqui aos nossos preços inflacionados pela política.

Se os analistas estiverem certos (desta vez) possivelmente veremos o preço do barril em torno dos US$40 por algum tempo. Será que isso vai mudar alguma coisa aqui no Brasil?

Autor:   Pedro Jacobi - O Portal do Geólogo

  

 


editoriais energia polemicos vocesabia    17
12.000 ANOS DE ABANDONO  um livro de Pedro Jacobi

Caro usuário do Portal do Geólogo
Se você gosta de descobertas arqueológicas inéditas no meio da Amazônia vai gostar do livro que estou lançando. É um não ficção sobre uma pesquisa real que estou fazendo.

Com o avanço do desmatamento e com o auxílio da filtragem digital em imagens de satélites, descobri nada menos do que 1.200 belíssimas construções milenares, no meio da Amazônia — totalmente inéditas.

São obras pré-históricas, algumas datadas em 6.000 anos, incrivelmente complexas e avançadas — as maiores obras de aquicultura da pré-história que a humanidade já viu.
Neste livro você se surpreenderá com essas construções monumentais, grandiosas e únicas, feitas por aqueles que foram os primeiros arquitetos e engenheiros do Brasil.
Trata-se de importante descoberta arqueológica que vai valorizar um povo sem nome e sem história. Um povo relegado a um plano inferior e menosprezado pela maioria dos cientistas e pesquisadores.

Dele quase nada sabemos. Qual é a sua etnia, de onde veio, quanto tempo habitou o Brasil e que língua falava são pontos a debater.
No entanto o seu legado mostra que ele era: muito mais inteligente, complexo e tecnológico que jamais poderíamos imaginar.
Foram eles que realmente descobriram e colonizaram a Amazônia e uma boa parte do Brasil.
E, misteriosamente, depois de uma vida autossustentável com milhares de anos de uma história cheia de realizações eles simplesmente desapareceram — sem deixar rastros.
Para onde foram?

Compre agora!
O livro, um eBook, só está à venda na Amazon. Aproveite o preço promocional!


Jacobi Consultoria
Minerador, quer negociar a sua área, ganhar dinheiro com a mineração, atrair sócios estrangeiros ou pesquisar os minérios em sua área? Por que esperar mais?

Só para você: veja as matérias que selecionamos sobre o assunto:

Trump pode ser o catalizador de um novo boom na mineração 10/11

Mineração: em quem apostar as fichas? 22/6

Sauditas preparam uma saída para a armadilha do petróleo 25/4

Commodities em alta conspiram a favor da mineração 20/4

Mercados mundiais reagem à subida dos preços das commodities: mineradoras decolam 13/4

Petrobras é obrigada a dar baixa em campos de petróleo e tem o pior ano de sua história 22/3

Alta generalizada atinge o barril de petróleo, o minério de ferro e o cobre. É hora de comprar? 3/8

Petrobras vai paralisar sondas em seis estados 23/2

Ibovespa sobe mais de 3% com notícias da China e da Lava Jato 22/2

Confirmado: meteorito matou o motorista indiano 15/2

Petrobras vale 4,3 vezes menos do que a Ambev 11/2

Ações das grandes petroleiras em alta. Aqui no Brasil a Petrobras, uma penny stock, cai mais de 5% 26/1

Petrobras: agonia e dor 20/1

Petróleo em queda: quem ganha e quem perde? 18/1

O Portal do Geólogo

Geologia e Mineração contadas por quem entende

Desde 27/3/2003

Não entendeu a palavra?

Pesquise o termo técnico!




Pesquise no universo do Portal do Geólogo!

Digite uma palavra na caixa abaixo e estará pesquisando centenas de milhares de matérias armazenadas no nosso site.

 

 

palavra com mais de 2 letras
O Portal do Geólogo    Editor: Geólogo Pedro Jacobi